Células estaminais de dentes de leite e regeneração do tecido dentário

Um ensaio clínico conjunto, norte-americano e chinês, permitiu demonstrar com sucesso a regeneração do tecido dentário através da utilização de células estaminais de dentes de leite. O ensaio de Fase 1 permite sugerir uma solução promissora para lesões dentárias causadas por lesões em crianças com dentição jovem permanente.

São muitas as crianças que irão sofrer de lesões dentárias nalguma fase da sua vida, e infelizmente o trauma na dentição adulta imatura pode originar lesões permanentes. As lesões podem impedir o desenvolvimento da raiz e o fluxo sanguíneo, dando origem a um dente “morto”. Os resultados neste ensaio clínico são os primeiros deste tipo a permitir demonstrar que o tecido dentário perdido/danificado pode ser substituído utilizando células estaminais.

Este tratamento devolve a sensibilidade dentária aos doentes. Caso sejam sujeitos a uma estimulação quente ou fria, conseguem senti-la; voltam a ter dentes vivos… Até à data, dispomos de dados de seguimento relativos a dois anos, dois anos e meio, até mesmo a três anos que nos permitem demonstrar que esta é uma terapêutica segura e eficaz.
Songtao Shi, Universidade da Pensilvânia

Este ensaio clínico, conduzido por Songtao Shi, é o resultado de 10 anos de investigação sobre o potencial curativo das células estaminais da polpa dentária, designadas células estaminais da polpa dentária humana (hDPSC).

O ensaio foi realizado em 40 crianças com lesões na dentição jovem permanente. Foram feitas culturas, e reproduzidas em laboratório, células estaminais da polpa dentária de um dente de leite saudável para serem implantadas em dentes lesionados. As 30 crianças que receberam o tratamento hDPSC apresentaram sinais de desenvolvimento positivo da raiz e uma dentina mais espessa, bem como um fluxo sanguíneo aumentado. Chegou mesmo a conduzir a um aumento ligeiro da sensibilidade dentária nos dentes lesionados, um ano após o transplante.

Atualmente, o transplante só pode ser realizado em crianças com dentes de leite armazenados. Estão agora a começar os ensaios de regeneração do tecido dentário em adultos. No entanto, não há dúvida alguma de que esta é uma etapa entusiasmante rumo a uma nova terapia de rotina para crianças.

Referência: penntoday.upenn.edu/